Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

#Compartilhe

Brave Browser Experimente o novo Brave Browser e navegue com mais privacidade!

Olá pessoal, nossos posts começaram a chegar, espero que continuem assim, fiquei quase um ano sem fazer nenhuma publicação. Agora vamos ao que interessa.

Se você chegou a este artigo, com certeza é um amante de Jekyll assim como eu, ou pretende desenvolver algum tipo de projeto com a aplicação do mesmo. São poucos os serviços web preparados para realizar a compilação do código fonte de um site. A compilação pode ser realizada por diversas ferramentas, no presente artigo vamos falar sobre uma aplicação que pode ser facilmente usada em site estaticos com Jekyll.

A soluções é bem simples de aplicar, no entanto para que tudo ocorra como esperado é necessário observar se o repositório do Jekyll está usando à versão anterior a 3.0, se estiver sugiro que seja feito um update.

Primeiro passo dentro de seu arquivo __config.yml_, adicione as seguintes linhas.

# Compress HTML
compress_html:
  clippings: all
  comments: all
  endings: []
  profile: false

Note que as linhas fazem menção à compressão HTML, todavia depois de pronta a aplicação pode compilar quase todos os tipo linguagem, incluído CSS e JS.

Posteriormente, para parametrizar todas as regras de compilação vamos criar um novo arquivo, dentro do diretório __layouts_, com o nome compress.html, em seguida acesse esta página, adicione todas as linhas de código da página dentro do novo arquivo.

Para concluir a aplicação, ainda dentro do diretório __layouts_, você deve atribuir o Front Matter no arquivo default.html para apontar para o nosso arquivo compress.html.

---
layout: compress
---

Podemos observar que o apontamento feito através do Front Matter é bem simples, entretanto, é importante levar em consideração que todos os arquivo que estiverem atribuídos ao default.html, através do Front Matter, serão automaticamente compilados, caso existam arquivos que não estejam atribuídos e você deseja compila-los é só adicionar o Front Matter apontando diretamente para compress.html.

Dica: Para evitar possíveis frustrações, sugiro que sejam feitos testes com o servidor local antes de subir o update para repositório em produção.

Concluindo, espero que tenham gostado do post, como citei as aplicações são simples, caso surjam dúvidas deixe-as nos comentários e não esqueçam de compartilhar nas redes sociais.


#Compartilhe